Como realizar postagens no Blog Prosa em Sintonia?

O “Prosa em Sintonia” preparou um videotutorial especialmente voltado para os colaboradores deste blog.  Por meio deste tutorial em vídeo, os comunicadores inscritos no blog e que necessitarem de instruções básicas, podem aprender a fazer postagens neste espaço: os passos fundamentais, desde o “login” no blog até a inserção de imagens em artigos.

Tela do Blob

O blog “Prosa em Sintonia” utiliza a plataforma WordPress, muito intuitiva quando se trata de criar postagens em blogs.

O videotutorial foi criado pelo jornalista Jorge Macau, com o apoio do técnico Amilton Gontijo, e está disponível para visualização no Canal da Embrapa no Youtube.

CC&T publica edição especial sobre Solos

Divulgação - Com o objetivo de estimular a reflexão e o debate sobre preservação e uso dos recursos dos solos, a Embrapa publica, neste mês, o número especial do periódico Cadernos de Ciência & Tecnologia (CC&T), lançado como edição comemorativa do Ano Internacional dos Solos, celebrado em 2015.

Últimos dias para submissão de artigos ao número temático sobre ‘Solos e Sociedade’ da revista Cadernos de Ciência & Tecnologia

Ainda dá tempo de enviar artigos para a edição Solo e Sociedade

Ainda dá tempo de enviar artigos para a edição Solo e Sociedade

O periódico Cadernos de Ciência & Tecnologia (CC&T), publicado pela Embrapa, convida pesquisadores do Brasil e do exterior, professores e alunos de programas oficiais de pós-graduação de áreas e instituições relacionadas às áreas do conhecimento Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Rural, a submeter trabalhos em formato de artigos científicos; artigos de revisão; ensaios; texto para debates; e resenhas bibliográficas; para compor a edição especial – Solo e Sociedade -, em comemoração ao Ano Internacional dos Solos. O prazo para a submissão dos trabalhos encerra no dia 15 de junho.

Continuar lendo

Artigo – Planejando os nossos Brasis

Maurício Antônio Lopes
Presidente da Embrapa

“Brasil, país continental”. Esta frase, sempre repetida por nós, traz um misto de orgulho e perplexidade  diante da dimensão, diversidade e complexidade do imenso território brasileiro. Além da diversidade étnica de mais de 202 milhões de habitantes, o Brasil é feito de múltiplos recortes: seis biomas, cinco regiões, 27 estados, dezenas de metrópoles e 5.570 municípios que se espalham pela imensidão de 8.514.876 km².

O nosso país é isso: grande, complexo, plural.  E as maneiras como dividimos e caracterizamos o nosso território nunca bastam. Biomas e outros recortes geográficos são úteis.  Nos ajudam a transformar espaços complexos em partes mais compreensíveis e manejáveis.  Ainda assim, essas divisões são limitantes para o planejamento de um país continental, inserido em contextos cada vez mais dinâmicos e desafiadores.

Divisões sedimentadas no imaginário dos brasileiros, como “Região Norte”, “Amazônia Legal”, “Semiárido” e outras, ocultam muitas realidades complexas e dificultam o entendimento da diversidade, interações, desafios e possibilidades nesses espaços imensos. Aplicada ao planejamento e à gestão, tal simplificação inibe compreensão e intervenções mais sofisticadas, necessárias para o desenvolvimento sustentável.

Continuar lendo