Culturas de inverno para diversificação da segunda safra

index.phpO Dia de Campo na TV apresenta Culturas de inverno para diversificação da segunda safra. A soja e o milho são duas culturas importantes para o Brasil, e para resultados ainda melhores a recomendação é que o agricultor adote uma técnica antiga, mas muito eficaz: a rotação de culturas. Para fazer a rotação, existem culturas adequadas para a safra de outono-inverno, indo além do cultivo do milho safrinha. O produtor pode optar pelas oleaginosas de inverno, como crambe, nabo forrageiro, canola e girassol, além de gramíneas, como aveia e trigo.


Para atender demandas da produção do bioediesel e como forma de diversificação de matéria-prima, o projeto da Embrapa Agropecuária Oeste tem como objetivo adequar os sistemas para que haja outras culturas no mercado, além da soja, para a produção de biodiesel. E pesquisas mostram que as oleaginosas são alternativas rentáveis para safra de outono-inverno em Mato Grosso do Sul, sendo também uma opção para os produtores de grãos ocuparem áreas que ficam em pousio durante o período.
A rotação de culturas traz benefícios econômicos como a redução do impacto de custos fixos, já que o cultivo de novas opções vai utilizar a mesma estrutura de máquinas, equipamentos e pessoal estabelecida para a soja e o milho. Além disso, se bem posicionadas, todas as culturas de inverno irão proporcionar maior renda líquida que o milho safrinha plantado depois do período de plantio recomendado pelo zoneamento de risco climático. E benefícios ambientais, pois a rotação de culturas em longo prazo diminui o estresse sobre o sistema formado por solo, planta e micro-organismos e os resultados são a maior estabilidade e dinâmica de nutrientes no solo; a redução de plantas invasoras resistentes a herbicidas; a manutenção dos inimigos naturais, resultando no menor uso de inseticidas, herbicidas e fungicidas. A prática de rotação de culturas também promove a redução nas emissões de gases de efeito estufa por causa do aumento e da maior estabilidade da matéria orgânica no solo.
Com a rotação o produtor poderá organizar o plantio e a colheita das culturas de segunda safra de acordo com planejamento do sistema de produção, oportunidade do mercado local para comercialização da produção, e domínio tecnológico das diferentes culturas. A vantagem é que a terra será utilizada durante os 365 dias do ano.
O Dia de Campo na TV Culturas de inverno para diversificação da segunda safra foi produzido pela Embrapa Informação Tecnológica (Brasília/DF) e pela Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados/MS), Unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Assista ao programa:
Canal Rural (Net/Sky) – sexta-feira às 9h
NBR (TV do Governo Federal) – domingo às 8h
TV Câmara – domingo às 9h
Saiba mais sobre o Dia de Campo na TV: https://www.embrapa.br/diacampo
Acesso aos programas: https://www.embrapa.br/dia-de-campo-na-tv/buscar-videos
Confira a relação de TVs parceiras que transmitem o programa Dia de Campo na TV: https://www.embrapa.br/dia-de-campo-na-tv/onde-assistir
A Embrapa Informação Tecnológica comercializa cópias dos programas em DVD que podem ser adquiridas pela Livraria Embrapa www.embrapa.br/livraria  e também por telefone (61) 3448 4236  ou  33409999.

Mais informações:
Embrapa Agropecuária Oeste
https://www.embrapa.br/agropecuaria-oeste
Sílvia Zoche Borges – MTb/MG 08223JP
agropecuaria-oeste.imprensa@embrapa.br
(67) 3416 9742

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *