Acervos científico e tecnológico em bases digitais da Embrapa somam mais de 4 milhões de downloads em 2015

Daniely Lima - Sistemas de Acesso Aberto da Embrapa são fontes de pesquisda para a sociedade

Os repositórios de acesso aberto da Embrapa: Acesso Livre à Informação Científica (Alice) e Informação Tecnológica em Agricultura (Infoteca-e),  obtiveram juntos, em 2015, mais de 4 milhões de downloads (documentos e publicações baixados pela internet). Conforme resultados divulgados em janeiro de 2016, na primeira edição do Ranking Mundial Web de Centros de Pesquisa, elaborado pelo Conselho Superior de Pesquisa Científica da Espanha (CSIS), o Alice ocupa, atualmente, a 241ª posição entre os repositórios científicos de acesso aberto mais visitados no mundo, em um total de 2.297 avaliados. Na América Latina, está em 14º lugar de um total de 191 repositórios classificados, e no Brasil é o 7º mais acessado entre os 51 brasileiros classificados.

O Ranking existe desde 2008 e objetiva favorecer iniciativas de acesso aberto à informação, mediante a classificação de repositórios com indicadores que verificam sua presença e impacto (visibilidade e hipertexto) na WEB.

Atualmente, a Embrapa possui mais de 857 mil documentos indexados na Base de Dados da Pesquisa Agropecuária (BDPA). Desse universo, 104 mil publicações estão disponíveis nos sistemas de acesso aberto da Embrapa: nos repositórios Alice (70 mil) e Infoteca-e (34 mil). Assim, temas antes de acesso difícil, ou mais restritos aos debates acadêmicos, chegam agora também ao cidadão comum, e se transformam em pauta para a sociedade. Assuntos como meio ambiente, biotecnologia, sustentabilidade, técnicas mais eficientes de plantio, Integração-Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), entre outros, já não são vistos pelo público como algo distante de sua realidade. Ao contrário, são mais atuais do que nunca.

O Alice é a grande vitrine da produção científica da Embrapa na WEB, pois oferece acesso gratuito a documentos como teses, dissertações e artigos publicados em periódicos científicos de diversos campos do conhecimento, entre eles os das Ciências Biológicas, Biotecnologia, Agronomia, Veterinária, Engenharia Florestal, etc., que retroalimentam a pesquisa e servem de base inicial para a geração de novos conhecimentos.

Para profissionais que buscam informações sobre as tecnologias já desenvolvidas pela Embrapa e disponibilizadas para a agricultura, a Empresa oferece acesso gratuito ao serviço Infoteca-e. Hoje, esse sistema disponibiliza mais de 30 mil documentos para download, entre livros para a área de transferência de tecnologia, cartilhas, folders e arquivos de áudio e vídeo, destinados a produtores rurais, extensionistas, técnicos agrícolas, estudantes e professores de escolas rurais, cooperativas e outros segmentos interessados da sociedade.

A partir do Infoteca-e, o cidadão tem acesso a sucessos editoriais da Empresa, como os vários títulos das coleções 500 Perguntas 500 Respostas, ABC da Agricultura Familiar e Agroindústria Familiar. “É um dos caminhos para a popularização da ciência e a democratização do acesso às informações científicas”, destaca o professor Marcelo da Silva Marinho, engenheiro agrônomo com doutorado em ecologia pela Universidade de Brasília (UnB), e atualmente coordenador do curso de Agronomia das Faculdades Integradas ICESP. Para desenvolver sua tese de doutorado sobre “Ecologia do fogo”, Marcelo realizou diversas pesquisas junto ao repositório Alice, onde encontrou artigos científicos de pesquisadores da Embrapa sobre o Bioma Cerrado, os quais lhe foram muito úteis na produção do trabalho.

Por sua vez, o repositório Infoteca-e tem sido uma importante fonte de consulta para a extensão rural. As coleções ABC da Agricultura Familiar, Agroindústria Familiar e 500 Perguntas 500 Respostas são muito utilizadas pelos técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater/DF).

Para a bibliotecária Kelly Francisca Ribeiro Eustáquio, há cinco anos na instituição, o acesso digital às publicações da Embrapa contribuem para o aprimoramento do trabalho da extensão rural no DF. “Temos mais de 20 unidades espalhadas no DF, e não temos publicações impressas para atender a todos. O repositório nos ajuda a transpor barreiras geográficas”, destaca.

Acesse www.embrapa.br/infoteca para conhecer as publicações da Embrapa disponíveis para download, e www.wmbrapa.br/alice para conhecer livros e  documentos científicos disponíveis para download.

Texto: Maria Clara Guaraldo (MTb 5027/MG)
Foto: Daniely Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *