A aventura de plantar será entregue a mil crianças em Mato Grosso

a-aventura-de-plantar2

Uma nova aventura está prestes a acontecer com o livro A aventura de plantar. Desta vez o local é Sorriso (MT), onde mil exemplares serão entregues a crianças de escolas públicas de ensino fundamental, como parte de uma ação anual conhecida como “Dia de Cooperar (Dia C)”, promovida em todo o Brasil pelas cooperativas. O objetivo da iniciativa é mobilizar o sistema cooperativista para que promova ações de responsabilidade social e voluntárias.
Os exemplares da obra A aventura de plantar foram adquiridos pela Cooperativa Agropecuária e Industrial Celeiro do Norte – Coacen, de Sorriso, que depois de muita procura encontrou na Embrapa a publicação que atendia os propósitos do seu projeto.
“Procurávamos um livro que apresentasse com riqueza de detalhes e de forma divertida e dinâmica a história da agricultura e também que tivesse linguagem de fácil compreensão”, diz Dayane Ribeiro, coordenadora do evento da cooperativa. Continuar lendo

Maurício Lopes fala aos programas de rádio e de TV da Embrapa

ED.70presidente_DCTV

foto: Katia Marsicano

Agricultura do futuro, desafios, novas tecnologias e sustentabilidade. Esses foram os principais temas abordados pelo presidente da Embrapa, Maurício Lopes, dia 11 de dezembro, durante as gravações das entrevistas que vão abrir a grade 2014 dos programas Prosa Rural e Dia de Campo na TV. Durante mais de dez minutos, ele chamou a atenção para a complexidade da agricultura nos próximos anos, e para a importância da ciência e da tecnologia como principais caminhos para o desenvolvimento de produtores, em especial dos pequenos.

Disse que é fundamental ter “os pés plantados no chão”, para a superação de adversidades, como mudanças climáticas, riscos de doenças e pragas na agricultura, emissões de gases e crescimento populacional, com estratégias urgentes que garantam mais alimentos de qualidade. “A Embrapa tem voltado seus esforços para acompanhar o panorama do futuro”, comentou, ao ressaltar que, atualmente, 400 pesquisadores estão trabalhando no desenvolvimento de tecnologias relacionadas às mudanças climáticas, assim como em áreas consideradas prioritárias para os próximos anos, como as biotecnologias (transgênicos), as nanotecnologias e as geotecnologias (monitoramento por satélite e agricultura de precisão). Continuar lendo