Nature Genetics diz que trabalho da Embrapa é decisivo para o Brasil

A pesquisa desenvolvida na Embrapa acaba de ser citada no editorial da revista Nature Genetics. Confira abaixo a matéria sobre o assunto publicada pela Agência Fapesp,  no dia 8 de outubro de 2014.

timthumb.php

Revista Nature Genetics destaca pesquisa brasileira
08 de outubro de 2014

Agência FAPESP – A mais recente edição da revista Nature Genetics, publicada em setembro, destaca o crescimento da pesquisa genômica brasileira aplicada à agricultura e chama a atenção para a necessidade de se aumentar o impacto internacional dessa pesquisa.
A publicação relata a expansão da pós-graduação em agronomia, biologia molecular de plantas e em biotecnologia para exemplificar o crescimento da área no Brasil, mas alerta que a produção científica precisa priorizar o aumento do seu impacto na comunidade científica global para continuar a crescer.
“A publicação de pesquisas com impacto internacional será uma das chaves para manter e exportar o sucesso da sua aplicação na produtividade agrícola”, diz o editorial.
A Nature Genetics destaca também a participação de pesquisadores brasileiros em trabalhos colaborativos internacionais, como na pesquisa sobre diversidade de abelhas publicada na mesma edição da revista, no artigo A worldwide survey of genome sequence variation provides insight into the evolutionary history of the honeybee Apis mellifera.
Um dos autores do artigo é Zilá Luz Paulino Simões, professora na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e coordenadora do Projeto Temático “Análise causal do desenvolvimento de Apis melífera”, apoiado pela FAPESP.
De acordo com a Nature Genetics, “os genomas de abelhas africanizadas e sua maior resistência a doenças, além de vantagens reprodutivas e na defesa de colônias, podem ser de grande interesse científico para pesquisadores da América do Sul”.

Para a Nature Genetics, não há críticas quanto à produtividade dos biólogos brasileiros, mas a cobrança por muitas publicações em diferentes periódicos estaria comprometendo o aumento do impacto de suas pesquisas na comunidade internacional.

Continuar lendo

Revista científica da Embrapa poderá ser lida em tablets e celulares

ed.170_capacitacaoPAB

foto: Daniely Lima

Os artigos da Revista Pesquisa Agropecuária Brasileira (PAB) poderão, até o final deste ano, ser baixados e lidos diretamente em dispositivos móveis, como celulares e tablets; e os autores terão mais facilidade para encontrarem as citações de seus artigos em outros periódicos eletrônicos. Tais avanços só se tornarão possíveis com a mudança que a Rede SciELO (Scientific Electronic Library Online) – biblioteca científica eletrônica brasileira responsável pela publicação eletrônica de periódicos científicos nacionais e internacionais na Internet – iniciou em 2013, ao desenvolver um novo fluxo de publicação que incorpora a linguagem XML (eXtensible Markup Language).

A publicação em XML traz mudanças favoráveis aos periódicos científicos como, por exemplo, a publicação eletrônica de edições completas; a organização de base de dados bibliográficos; a preservação de arquivos eletrônicos; a produção de indicadores estatísticos sobre o desempenho dos periódicos. Além disso, com essa nova formatação e o consequente tratamento dos textos com a identificação detalhada dos elementos bibliográficos e demais estruturas do artigo, será possível a apresentação de periódicos eletrônicos, como a PAB, nos mais diversos dispositivos. Assim, a partir dos textos marcados em XML, serão gerados textos nos formatos HTML, PDF, EPUB, etc.

“Uma das vantagens deste novo fluxo é permitir que, até o fim deste ano, a PAB possa ser baixada e lida em celulares, tablets, lap-tops etc., a partir do acesso à Rede SciELO, que é, mundialmente, uma das mais importantes bibliotecas científicas online de acesso aberto, e é a responsável pela indexação da Revista”, detalha o editor da PAB, Emilson França de Queiroz.

Para Queiroz, essa mudança representa mais um passo para a melhoria e universalização do acesso à ciência. “É um dos elementos estratégicos para a melhoria de qualidade da ciência brasileira”, complementa, lembrando que, segundo a própria Rede SciELO, estão sendo trabalhadas três estratégias para o avanço da ciência brasileira: profissionalização, internacionalização e sustentabilidade.

Capacitação – De 3 a 5 de fevereiro, pesquisadores, editores e diagramadores da PAB participaram de capacitação para marcação de textos em XML. O objetivo do treinamento é que a própria equipe da Revista tenha condições de implementar as mudanças necessárias para a nova adequação.

(Redação: Maria Clara Guaraldo. Colaboração: Daniely Lima – Embrapa Informação Tecnológica)