Público do Plano Brasil Sem Miséria participa de oficina de comunicação em Sergipe

Com o objetivo de aumentar a participação e o envolvimento das comunidades rurais na elaboração e divulgação de informações sobre o Plano Brasil Sem Miséria nos Territórios da Cidadania, a Embrapa, em parceria com a Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), realiza, de 4 a 6 de novembro, a segunda oficina Comunicação para Convivência com o Semiárido, em Canindé de São Francisco, Território Alto Sertão Sergipano.
Com público diversificado, envolvendo pesquisadores e jornalistas da Embrapa, radialistas, agricultores familiares, técnicos da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), e comunicadores de organizações não-governamentais, a oficina  reunirá cerca de 40 participantes. Também estarão presentes rádios parceiras do Prosa Rural (o programa de rádio da Embrapa) como a Amanhecer FM de Canindé de São Francisco. A primeira oficina foi realizada em julho, no município de Igaci (AL), com o público do PBSM do Agreste Alagoano.

Continuar lendo

Videodocumentário mostra ações da Embrapa no Plano Brasil Sem Miséria 2014

Maria Clara Guaraldo - Francisneire Castro e os artesanatos que produziu com a nova máquina de costura

Francisneire Castro e os artesanatos que produziu com a nova máquina de costura

Franscisneire Castro é moradora do Sítio Merejo, em Doutor Severiano, Rio Grande do Norte. Há cerca de dois anos, com a chegada da nova máquina de costura, financiada com recursos do Projeto de Inclusão Produtiva Rural do Plano Brasil Sem Miséria, ela transformou sua modesta produção de artesanato em um bom negócio para a família. Artigos como toalhas, colchas, almofadas rendadas, entre outros, podem ser vendidos até mesmo a partir de uma página de Facebook, criada para a divulgação dos produtos. Seu marido, o agricultor Alberto de Lima Castro, recebeu do projeto uma cisterna calçadão, conseguiu diversificar a produção da lavoura, e agora o casal vende o excedente da produção na feira. Trocar de profissão? Nem pensar. A agricultura tem garantido o sustento da família, complementado com a renda do artesanato.

Continuar lendo

Boletim Prosa Rural

Região Nordeste/Vale do Jequitinhonha

Tecnologias sociais para o Semiárido propostas pelo programa Brasil Sem Miséria

O Prosa Rural desta semana vai falar sobre o uso de fogões ecológicos, fossas verdes e quintais produtivos, que estão mudando a vida de agricultores familiares da região do Alto Oeste Potiguar, no Rio Grande do Norte.Essas tecnologias sociais estão entre as selecionadas pela Embrapa Agroindústria Tropical e parceiros, em projeto de inclusão produtiva de famílias, vinculado ao Plano Brasil Sem Miséria, do Governo Federal.

Leia mais… Região Nordeste

_______________________________________

Região Centro Oeste/Sudeste

Região Sul

A importância das sementes crioulas e seus guardiões para a segurança alimentar das populações

O prosa rural desta semana vai falar da importância das sementes Criolas e seus guardiões no mundo contemporâneo cada vez mais ameaçado pela poluição e pela mudança do clima na terra.O programa vai abordar o papel  que os guardiões de sementes (resgate histórico, cultural e étnico) assumem na preservação dessas sementes e a importância da conscientização das populações, principalmente, as urbanas para com o tema.

Leia mais… Centro Oeste/Sudeste

Leia mais… Região Sul

_______________________________________

Região Norte

Boas práticas agrícolas voltadas para o cultivo do cupuaçuzeiro

O Prosa Rural desta semana vai falar sobre o cultivo de um dos mais apreciados frutos amazônicos: o cupuaçu. Diante de um mercado cada vez mais promissor, é fundamental que o agricultor tenha conhecimento de boas práticas, para o plantio do cupuaçuzeiro. Esse será o foco do programa, que vai detalhar passo-a-passo a melhor maneira de se fazer o manejo do cupuaçuzeiro.

Leia mais… Região Norte

_______________________________________

Mais informações
Embrapa Informação Tecnológica
Ligação gratuita: 0800 646 1160
E-mail: sct.prosarural@embrapa.br
Site: www.embrapa.br/prosarural

Radialistas e comunicadores da Embrapa discutem estratégias de atuação em rede para o desenvolvimento do Semiárido

 

foto: Arquivo/SCT

foto: Arquivo/SCT

Com o desafio de estabelecer estratégias de atuação em rede para o fortalecimento das ações de comunicação para o desenvolvimento local, um grupo de cem radialistas de seis Territórios do Plano Brasil sem Miséria (PBSM) do Semiárido brasileiro e de comunicadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) estarão reunidos nos próximos dias no Crato (CE), Aracaju (SE) e Janaúba (MG, respectivamente, de 21 a 23 de novembro, em Crato (CE), onde participam profissionais de comunicação de emissoras de rádio localizadas nos territórios Inhamuns-Crateús (CE), Cariri (CE) e Alto Oeste Potiguar (RN); de 28 a 30 de novembro, em Aracaju (SE), com radialistas do Agreste Alagoano (AL) e Alto Sertão Sergipano (SE); e, de 5 a 7 de dezembro, em Janaúba (MG), com a participação de radialistas do território Serra-Geral (MG).

Continuar lendo

Minibibliotecas da Embrapa são entregues em Rondônia

O Instituto Federal de Rondônia (Ifro) de Ariquemes e a Escola Família Agrícola (EFA) de Ji-Paraná foram beneficiadas pelo Projeto Minibibliotecas da Embrapa, com a doação de publicações impressas, CDs e DVDs sobre tecnologias de baixo custo e em linguagem didática. A entrega aconteceu nos dias 17 e 18 de fevereiro no Ifro e na EFA, respectivamente.

O objetivo desta ação é estimular a leitura e facilitar o acesso ao conhecimento por parte de jovens agricultores e comunidades rurais, contribuindo com o desenvolvimento sustentável e a segurança alimentar das comunidades. “Pra gente é importante poder ter este tipo de conhecimento, é o que a gente precisa aqui. Não quero perder minhas raízes, fui criado no campo e agora quero estudar mais para poder levar mais conhecimento e desenvolvimento para o meu trabalho no campo”, conta Gabriel Borges ao folhear os livros doados. Ele está no terceiro ano na EFA.

De acordo com o chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Rondônia (Porto Velho, RO), Samuel Oliveira, um dos papéis da Embrapa, além de gerar tecnologia e inovação, é ajudar na formação de multiplicadores, especialmente os jovens. “Essa nova geração de rondonienses que se dedica ao estudo é nossa aposta para aumentar a competitividade na agricultura, aumentando a renda no meio rural e ajudando a fixar mais famílias no campo”, destaca.

O senhor Agnaldo Nascimento, pai de dois ex-estudantes da EFA, concorda que o conhecimento é o caminho para melhorar a vida no meio rural. “Somos uma família simples, do campo, e sempre reconhecemos o valor do estudo. Essas publicações serão valiosas pra esses meninos e pra gente também. Eu sempre incentivei meus filhos a estudarem e eles sempre quiseram permanecer no campo. Hoje eles conseguem melhorar muita coisa lá na roça, são eles que me ensinam muitas coisas”, diz o pai, orgulhoso dos filhos.

As minibibliotecas da Embrapa buscam, na distribuição de publicações escritas em linguagem simples e de fácil compreensão, uma forma de popularizar a ciência e democratizar o acesso às informações técnico-científicas. “Para nós é de fundamental importância podermos ter essa parceria com a Embrapa e oferecer aos estudantes materiais de qualidade para estudo e pesquisa”, afirmou o diretor do Ifro em Ariquemes, Osvino Schmidt.

Segundo o diretor da EFA, Pedro José dos Santos, os jovens que estão nas escolas de formação agrícola estão buscando o conhecimento e querem melhorar a vida no campo. “Ter acesso às tecnologias e poder implementá-las, essa é a oportunidade que temos com esses jovens, e é preciso incentivar isso. É nosso futuro”, completa.

O kit de minibibliotecas contém 120 publicações impressas, dois exemplares de cada, 80 programas em vídeo do programa “Dia de Campo na TV” e 160 programas de rádio “Prosa Rural”. São materiais que abordam técnicas e simples e tecnologias que podem contribuir para melhorar a produtividade agrícola, com o bom uso dos recursos naturais e a adoção de boas práticas agropecuárias.

Projeto Minibibliotecas

O Projeto teve início em 2003 pela Embrapa, por meio de sua Unidade de Serviços Embrapa Informação Tecnológica (Brasília, DF), criado inicialmente como Minibibliotecas do Semiárido, uma iniciativa inédita para uma instituição cuja missão histórica é “gerar conhecimentos em ciência e tecnologia”.

Esse projeto foi ampliado e atualmente existem mais de 2.500 minibibliotecas implantadas no Brasil, em 1.248 municípios, atendendo jovens estudantes de escolas de ensino fundamental e médio de áreas rurais, Escolas Família Agrícola e Casas Famílias Rurais, agricultores familiares, pescadores e comunidades quilombolas. Há também 12 minibibliotecas em funcionamento em Escolas Famílias Rurais de Moçambique, na África.

Os temas do acervo abordam preservação e educação ambiental, cidadania, cooperativismo, cultivo de hortas e quintais, criação de pequenos e grandes animais, produção de alimentos de qualidade, manejo do solo e da água, ou como iniciar uma pequena agroindústria de alimentos, entre outros.

Texto: Renata Silva – jornalista (MTb 12361/MG)

Embrapa Rondônia

SONY DSC

foto: Renata Silva

Contato: (69) 3901-2511; renata.silva@embrapa.br