Livro Antúrio é publicado como e-book

A Embrapa Agroindústria Tropical lançou, no dia 17 de novembro de 2014, o primeiro livro em e-book da Unidade. A segunda edição de Antúrio está à venda na Livraria Embrapa por R$ 12,00 e pode ser lida em tablets, smartphones e dispositivos próprios para e-books.

divulgação

divulgação

Conforme Marcos Nakayama, a intenção da Embrapa é disponibilizar cada vez mais títulos nesse formato, pois ele tem a vantagem de permitir que o usuário personalize a exibição do conteúdo, ao contrário dos arquivos pdf, por exemplo. A publicação é resultado de um treinamento, promovido pela Embrapa Informação Tecnológica (Brasília/DF), do qual Marcos participou representando a Embrapa Agroindústria Tropical.

Para adquirir o livro, acesse a página da livraria: www.embrapa.br/livraria.

Saiba mais sobre o livro

A Embrapa Agroindústria Tropical publicou o livro Antúrio em 2012. A publicação traz informações técnicas importantes para a produção de flor de corte, de maneira simples e economicamente viável. Conforme os editores, o objetivo da obra é contribuir para o aprimoramento desse importante agronegócio.

Embora a produção de antúrio (Anthurium andraeanum Linden) no Brasil esteja, ainda, concentrada no Estado de São Paulo, outros polos têm se destacado no seu cultivo, em especial Pernambuco, Ceará, Bahia e Alagoas.

FONTE

Embrapa Agroindústria Tropical
Verônica Freire – Jornalista
Marcos Reis – Estagiário de jornalismo

Revista científica da Embrapa poderá ser lida em tablets e celulares

ed.170_capacitacaoPAB

foto: Daniely Lima

Os artigos da Revista Pesquisa Agropecuária Brasileira (PAB) poderão, até o final deste ano, ser baixados e lidos diretamente em dispositivos móveis, como celulares e tablets; e os autores terão mais facilidade para encontrarem as citações de seus artigos em outros periódicos eletrônicos. Tais avanços só se tornarão possíveis com a mudança que a Rede SciELO (Scientific Electronic Library Online) – biblioteca científica eletrônica brasileira responsável pela publicação eletrônica de periódicos científicos nacionais e internacionais na Internet – iniciou em 2013, ao desenvolver um novo fluxo de publicação que incorpora a linguagem XML (eXtensible Markup Language).

A publicação em XML traz mudanças favoráveis aos periódicos científicos como, por exemplo, a publicação eletrônica de edições completas; a organização de base de dados bibliográficos; a preservação de arquivos eletrônicos; a produção de indicadores estatísticos sobre o desempenho dos periódicos. Além disso, com essa nova formatação e o consequente tratamento dos textos com a identificação detalhada dos elementos bibliográficos e demais estruturas do artigo, será possível a apresentação de periódicos eletrônicos, como a PAB, nos mais diversos dispositivos. Assim, a partir dos textos marcados em XML, serão gerados textos nos formatos HTML, PDF, EPUB, etc.

“Uma das vantagens deste novo fluxo é permitir que, até o fim deste ano, a PAB possa ser baixada e lida em celulares, tablets, lap-tops etc., a partir do acesso à Rede SciELO, que é, mundialmente, uma das mais importantes bibliotecas científicas online de acesso aberto, e é a responsável pela indexação da Revista”, detalha o editor da PAB, Emilson França de Queiroz.

Para Queiroz, essa mudança representa mais um passo para a melhoria e universalização do acesso à ciência. “É um dos elementos estratégicos para a melhoria de qualidade da ciência brasileira”, complementa, lembrando que, segundo a própria Rede SciELO, estão sendo trabalhadas três estratégias para o avanço da ciência brasileira: profissionalização, internacionalização e sustentabilidade.

Capacitação – De 3 a 5 de fevereiro, pesquisadores, editores e diagramadores da PAB participaram de capacitação para marcação de textos em XML. O objetivo do treinamento é que a própria equipe da Revista tenha condições de implementar as mudanças necessárias para a nova adequação.

(Redação: Maria Clara Guaraldo. Colaboração: Daniely Lima – Embrapa Informação Tecnológica)